sexta-feira, 12 de julho de 2013

You're My Bitch - 27º Capitulo



Fomos recebidos por Pattie assim que tocamos a campainha.
- Cadê minha princesa? - perguntei olhando pros lados na sala
- Tá dormindo,depois da festa que ela fez com o avô de madrugada não vai acordar nem tão cedo.
Eu não tava acreditando no que eu tinha ouvido,e parece que Justin não tava numa situação muito diferente.
Como assim? Jeremy brincando com a Jessie? Eu devo ter escutado errado,só pode ser.
- Espera,meu pai brincando com a Jessie? - Justin perguntou e arqueou a sobrancelha - Mãe se isso for mais uma de duas brincadeira,saiba que não tem graça.
- Não to brincando,é sério,mas eu acho que ele tava drogado ou algo do tipo,nunca vi ele daquele jeito. - deu de ombros e ligou a Tv
Justin logo se jogou ao seu lado e ficou vendo Tv com ela,subi e fui até o quarto que Pattie tinha mandado decorarem pra Jessie.
Ela tava dormindo toda encolhida,peguei um lençol e a cobri,ela se aconchegou abraçando um ursinho de pelúcia que Cait tinha dado pra ela.
- Tá fugindo de mim? - estremeci ao ouvir aquela voz
- O que você acha Chaz?
- O Justin tá bem entretido com a tia Pattie,acho que dá tempo de fazemos umas coisas agora. - veio se aproximando de mim e eu empurrei
- Não chega perto de mim,eu guardei isso por muito tempo,mas eu to a ponto de contar tudo pro Justin.
- Você não teria coragem de fazer isso. - deu de ombros e se encostou na parede ao lado do berço pondo as mãos no bolso
- Não? Duvide de mim então.
- Sabe,pela aparência e por ser tão novinha,sua filha me renderia uma bela grana.
- Do que você tá falando?
- Nunca ouviu falar de tráfico de crianças? Pois então,se você contar alguma coisa pro Justin,eu posso pegar sua filha e vender ela em um piscar de olhos.
- Você não teria coragem,sem contar que o Justin não deixaria isso acontecer.
- Então veremos. - ele saiu andando em direção a porta - Mas olha,pensa no que eu te falei.
Depois que ele saiu Jessie se mexeu no berço e logo acordou,antes que ela começasse a chorar peguei ela no colo e desci.

5 anos depois...
Aconteceu tantas coisas na minha vida que eu já nem sei por onde começar.
Porém a mais importante é que o Chris e o Justin resolveram deixar o orgulho de lado e agora são "aliados" no tráfico,pois é vocês não entenderam errado,eles agora são parceiros.Não que eles tenham virado amigos,mas eles já não tem mais aquela rivalidade que tinham.
Jessie,tá a cada dia mais esperta e mimada,lógico.Tudo o que ela quer,consegue em um piscar de olhos,mas não posso falar nada,por que eu sou uma das que mais mima ela.
- Mamãe,cadê minha bota? - ouvi ela gritar do quarto dela
- Não sei,já procurou em baixo da cama?
- Já,será que o papai não jogou fora?
- Acho que ele não seria doido de fazer isso. - fui até o closet dela e a ajudei a procurar
Acho que se não acharmos essa bota ela pira.
As vezes o Justin esconde por que ele não gosta das botas que ela tem,a maioria são um pouco altas,com um salto que não passa de três centímetros.
- Achei! - gritei e ela me olhou feliz
- Me dá,me dá. - esticou os braços pra pegar
- Só se você me der um beijo,já que você não me deu nem bom dia hoje. - abaixei na altura dela e ela me abraçou pelo pescoço enchendo meu rosto de beijo - Agora pode pegar.
Entreguei a ela que correu na direção da cama pra calçar.
Sai do quarto dela e fui em direção ao escritório do Justin,tanta coisa havia mudado,ele quase não parava em casa agora,e sempre que tinha um tempo pra descansar ficava dentro do escritório se drogando ou bebendo até desmaiar.
Confesso que isso cansa,e eu até já tentei ir embora com a Jessie pra fugir disso tudo,mas deu uma confusão da porra e eu tive que voltar antes que ele se matasse ou tirasse minha pequena de mim.
- Tá tudo bem aí? - perguntei o observando da porta e ele apenas assentiu ainda olhando pro computador - Não teve nem um sinal dele?
- Não,mas eu juro que quando eu achar aquele filho da puta,vou bater nele até ele implorar pra morrer.
- Não seria mais fácil meter uma bala na cabeça dele e acabar com tudo de uma vez? - arqueei a sobrancelha
- Não,isso seria mole demais,o que eu planejo pra ele vai durar mais do que pode imaginar. - ele me olhou por um instante e deu um sorriso malicioso e voltou a olhar o computador.
- PAPAI! - ouvi Jessie gritar e logo depois ela entrou correndo e pulou no colo do Justin
Ultimamente ela tem sido uma das únicas pessoas que consegue colocar um sorriso verdadeiro no rosto do Justin.
- Pai,eu tava pensando e ... - interrompi ela
- Lá vem bomba. - me joguei no sofá do escritório e ela me olhou feio
- E o que princesa? - perguntou ele
- Eu quero um cachorro.
- Ah não Jessie,você tem um quarto de brinquedos e ainda quer um cachorro? - perguntei
- Por favor mamãe. - fez bico - Eu juro que não pido mais nada. - juntou as mãos suplicando
- Não Jessie,se fala peço e não pido. O que você acha? - ele me olhou sorrindo
- Desde que eu não tenha que limpar nada,pode ser. - dei de ombros
- Obrigada mamãe. - ela correu e me deu um beijo - Vou avisar pra tia Jazzy que vou ganhar um cachorro. - saiu correndo
- E aí,vai passar o dia trancado aqui de novo ou vai ficar com a sua filha? - encarei ele
- Ash,eu tenho umas coisas pra fazer aqui e - interrompi ele
- Já era de se adivinhar. - me levantei e fui atrás de Jessie
Se eu pudesse eu simplesmente voltada no tempo e contava pro Justin tudo o que tinha acontecido enquanto  tava tudo bem,pois descobrir da maneira que aconteceu não foi nada legal.

Flashback on...
Havíamos acabado de chegar em casa e o clima não tava nada bom,Justin quase brigou com Chaz na casa da Pattie por que ele meio que percebeu as insinuações de Chaz pra cima de mim e resolveu saber mais e eu sem querer falei mais do que deveria.
- VOCÊ NÃO PODE CONFIAR EM MIM PELO MENOS UMA VEZ? - gritei enquanto ele se despia perto da porta do banheiro
- CONFIARIA SE VOCÊ NÃO TIVESSE ACABADO DE PROVAR A VADIA QUE VOCÊ É.
- VADIA? VOCÊ NÃO TÁ FALANDO COM AS PUTAS QUE VOCÊ COMIA E SIMPLESMENTE LARGAVA QUANDO QUERIA NÃO.
- FODA-SE,FALO COMO EU QUISER DESE O MOMENTO EM QUE VOCÊ ESTEJA NA MINHA CASA.
O encarei pela ultima vez e sai do quarto,peguei uma arma qualquer no escritório dele e fui até o quarto do Chaz.
- Você tá achando isso engraçado seu filho da puta? - o encarei e tirei a arma da cintura disparando na direção dele que se jogou no chão fazendo a bala pegar na parede
- Eu não tenho culpa de você ser uma vadia.
- CALA A BOCA! - disparei outra vez e pegou de raspão no braço dele
- Me dá isso aqui. - correu na minha direção e tentou tomar a arma da minha mão
- NÃO! EU VOU ACABAR COM VOCÊ. - tentei empurrar ele mas o mesmo apertou meu braço e com o impulso eu acabei disparando e senti seu corpo ficar tenso
Olhei pra minha mão e havia sangue,mas eu não sentia nada e em seguida ele caiu no chão.
Por um minuto achei que ele tinha morrido,mas em seguida ele abriu o olhou e começou a respirar com dificuldade.
- O que tá aconte... O QUE VOCÊ FEZ COM ELE? - Justin perguntou entrando no quarto - VAI CHAMAR AJUDA. - eu apenas neguei com a cabeça e sai sem me importar com as inúmeras vezes que Justin me chamava
Fui caminhando lentamente até meu quarto,me despi e entrei no banheiro.
Enchi a banheira e entrei na mesmo relaxando em seguida,daqui pra frente tudo vai ser diferente.Não vou ter paz nessa casa e vou ser tratada como uma vadia
[...]
Resolvi ir pra casa da Pattie afinal,se Justin tentasse algo contra mim lá pelo menos acho que ela não deixaria,eu acho né.
Jessie tava dormindo,apenas coloquei ela no bebê conforto de novo e vesti uma calça de moletom com uma blusa regata e uma bota ugg.
Desci com ela e a coloquei num dos carros do Justin,ele tinha ido pro hospital com o Chaz,sendo assim não voltaria nem tão cedo pra casa.
Assim que cheguei lá Jeremy abriu a porta e me olhou assustado.
- A Pattie tá aí? - perguntei
- Tá no quarto,cadê o Justin?
- Não sei,posso entrar?
Ele deu espaço e entrei com Jessie.
Subi correndo pro quarto da Pattie que se assustou assim que eu fechei a porta.
- O que aconteceu Ash? Você tá pálida. - me olhou assustada
- Pattie,eu fiz uma besteira. - senti meus olhos marejarem e não me importei em chorar na frente dela,afinal Pattie era como uma mãe pra mim
- Senta aqui. - bateu no espaço vazio ao seu lado na cama e eu me sentei - Me conta,o que você fez?
- Eu atirei no Chaz. - abaixei a cabeça tentando não encarar ela
- Mas por que? O que aconteceu? Foi mais uma daquelas brincadeira do Justin? - eu neguei - Ash você tá me assustando.
Respirei fundo e contei tudo a ela,que se espantava mais a cada palavra que eu falava.
- Mas por que você não contou ao Justin antes?
- Por que eu não sabia como falar isso a ele.
- Ah meu Deus Ash,isso não vai terminar bem.
- Eu sei,e eu queria saber se por enquanto eu posso ficar aqui com você,tenho medo do que o Justin pode fazer.
- Claro que pode,mas acho melhor vocês conversarem,e não se preocupa por que ele não vai fazer nada com você. - sorri de lado e ela me abraçou e eu encaixei minha cabeça no vão de seu pescoço
- Não sei o que eu faria sem você Pattie.
Fiquei conversando com Pattie até tarde e depois fui pro quarto de hospedes,me deitei com Jessie.
Várias coisas se passavam na minha mente e eu não tinha certeza se tudo ia ficar bem do jeito que Pattie havia dito,eu conheço Justin eu sei que ele vai querer acabar comigo quando voltar.E sei que ele vai querer tirar Jessie de mim,mas isso não vai acontecer,nem que eu tenha que fugir com ela e abandonar tudo aqui.
[...]
Ouvi meu celular tocando mas não atendi,tava com sono demais pra isso.
Tentei dormir mais uma vez e quando consegui Jessie acordou e ficou brincando com as mãos e resmungando umas coisas que eu não entendi afinal ela é só um bebê,mas por que todo bebê fala sozinho? Que droga eu só queria dormir mais um pouco.
Me levantei fiz minha higiene e desci com Jessie no colo.
- Bom dia. - ouvi Jeremy falar e o encarei assustada
- Você dando bom dia? Tá aí uma coisa que não se vê todo dia. - ri da cara que ele fez - Desculpa,é força do hábito te ofender. - dei de ombros - Cadê a Pattie?
- Ela disse que ia no hospital ver como o Chaz tava e disse que ia conversar com o Justin. - ao ouvir aquilo meu corpo estremeceu,eu não sabia o que ela iria falar com ele e tinha medo do que ele fosse fazer ao saber da verdade  - Ela me contou tudo o que aconteceu,e se depender dela o Chaz não põe os pés nunca mais na casa do Justin e nem aqui. 
- Ela tava tão brava assim? - assentiu - E que horas ela volta?
- Não sei.
Jessie esticou as mãozinhas pra ele e eu a entreguei e fui até a cozinha,peguei apenas uma maçã e um copo de suco e fui pra sala.
Me sentei no sofá e fiquei vendo desenho enquanto Jeremy brincava com Jessie,depois dei a mamadeira a ela e a deixei no sofá vendo Tv,ela era fissurada em desenho,e apesar de não entender nada do que passava ela sempre ficava quieta.
Ouvi a porta sendo aberta e Pattie entrou em seguida.
- Conseguiu falar com ele?
- Não,ele tinha ído em casa descansar.
- E o... ele tá bem? - não consegui pronunciar o nome dele
- Não exatamente bem,mas ele tá se recuperando.
- Eu tava pensando em ir lá em casa pegar umas roupas minhas por que ontem eu vim na pressa,mas eu não quero ir sozinha.
- Quer que eu vá com você?
Assenti fui andando pra garagem enquanto ela pegava Jessie.
[...]
Peguei tudo o que eu provavelmente precisaria e coloquei em uma mala pequena.
Voltamos pra casa de Pattie e Jessie já havia pego no sono de novo.Fiquei na sala vendo tv,até que ouvi a porta sendo aberta com força e Justin entrou em seguida gritando.
- QUANTAS VEZES EU VOU TER QUE DIZER PRA VOCÊ FICAR EM CASA E NÃO SAIR A NÃO SER QUE EU MANDE? - veio andando em minha direção e me pegou pelo braço com força
- VOCÊ NÃO MANDA EM MIM,AGORA ME SOLTA. - tentei empurrar ele mas sua força nem se comparava a minha e ele apenas se desequilibrou pra trás mas não foi o suficiente pra me soltar
- NÃO GRITA COMIGO,E NÃO TENTE NADA SE NÃO EU TE APAGO AQUI MESMO.
Ele tirou a arma da cintura e apontou pra mim.
- Você não teria coragem de atirar em mim.
- Não? E o que te garante?
- Você me ama,e também não aguentaria ver a Jessie crescer te culpando todos os dias por você ter matado a mãe dela.
- Cala a boca. - bateu com a arma na minha cabeça e eu soltei um grito um pouco alto
- Ash,o que aconteceu? Você tá bem? - Pattie perguntou enquanto descia as escadas - JUSTIN? O QUE TÁ FAZENDO AQUI?
- Mãe não se mete por favor.
- Ash sobre e vai fazer um curativo nesse machucado,e Justin eu e você temos muito o que conversar.
- EU NÃO QUERO CONVERSAR. - gritou e em seguida se calou percebendo o erro que havia cometido ao gritar com Pattie
Ela desferiu um tapa na cara dele que abaixou a cabeça em seguida,subi correndo antes que piorasse tudo.

Continua...
Demorei mais do q o normal dessa vez né? Psé,é que perdi a vontade de postar aqui,prq sei que ngm lê msm.Mas tá aí,se ainda existe alguém pra ler apskap boa leitura.

6 comentários :

  1. Por favor continua, por que estar muito legal

    ResponderExcluir
  2. Plase continua,ta muiito Perfect... Quero maiis :(

    ResponderExcluir
  3. LEITORA NOVA! VOLTA ESSA FIC É PERFEITA DEMAIS! LI 27 CAPÍTULOS EM UM DIA DE TÃO PERFEITA!! NÃO CONSEGUI PARAR!! CONTINUA PELO BIEBER AMADO!

    ResponderExcluir

Seu dedinho não vai cair se vc escrever mais do que CONTINUA...